Consumo de iogurte reduz em mais de 50% o risco de osteoporose

shutterstock_66801319.jpg (785 KB)

Cada dia mais pesquisas evidenciam que o consumo de iogurte faz bem para a saúde, pois está ligado à prevenção de uma série de problemas, como obesidade, constipação, inflamações, gastrite e até câncer. Mas, o principal benefício desse alimento, além da presença de bactérias benéficas, é a elevada concentração de cálcio, mineral essencial para a saúde óssea. 

Por isso, consumir iogurtes é vital para garantir ossos fortes e saudáveis, conforme indicam vários trabalhos científicos, inclusive um estudo recente, conduzido pela Trinity College Dublin, St James’s Hospital Dublin e Ulster University.

Essa pesquisa, realizada em parceria com outras instituições do país, reuniu mais de 5 mil homens e mulheres acima de 60 anos de idade que passaram a consumir este alimento.

Os resultados mostraram que, entre as mulheres que mais incluíam o produto no dia a dia, a densidade dos ossos do quadril e de uma região do fêmur chamada “pescoço” era até 3,9% maior em relação a quem não costumava consumir o alimento.

A ingestão frequente do lácteo pelas mulheres chegou a reduzir em 39% o risco de osteoporose e em 31% a probabilidade de osteopenia, o início da doença. Nos homens, os números são ainda mais significativos – o iogurte baixou em 52% a propensão ao quadro de enfraquecimento dos ossos.

Segundo os pesquisadores, o ideal é consumir dois potinhos do produto diariamente.

Fonte: Trinity College Dublin (www.tcd.ie)