Leite diminui estresse

AdobeStock_193291311.jpg (720 KB)

O estresse nos afeta de muitas maneiras, com impactos negativos no desempenho cognitivo. Para analisar como alguns alimentos poderiam proteger dos efeitos prejudiciais do estresse, pesquisadores da Universidade de Leeds examinaram a ingestão de certos tipos de gorduras, conhecidas como fosfolipídios. Esses ácidos-graxos são responsáveis por desempenhar papéis estruturais e funcionais importantes em nosso cérebro e sistema nervoso. O resultado do estudo demonstrou que, especificamente os fosfolipídios do leite de vaca, têm efeitos de estabilização do estresse.

Os pesquisadores examinaram em 54 homens, durante seis semanas, os efeitos da dieta diária de ingestão de bebida contendo fosfolipídios derivados do leite de vaca. Também foi avaliada a ingestão de bebida placebo, que não continha fosfolipídios. Foram analisadas as respostas de estresse dos participantes e também seu desempenho cognitivo.

Descobriu-se, então, que a ingestão de fosfolípides melhorou o desempenho do tempo de reação pós-estresse em uma tarefa de troca de atenção, na qual os participantes tiveram que alternar rapidamente entre várias tarefas. O consumo desses nutrientes também aumentou os níveis subjetivos de energia e excitação durante o pico de exposição ao estresse, o que pode ter aumentado o potencial de enfrentamento do estresse dos participantes. Os pesquisadores sugerem que os efeitos subjetivos de estabilização de estresse após a ingestão de fosfolipídios podem explicar o melhor desempenho cognitivo na ausência de resposta atenuada de cortisol.

Futuros estudos serão necessários para entender melhor os mecanismos pelos quais os fosfolipídios afetam as respostas do cortisol ao estresse.

 

O artigo completo está disponível no site Milk Genomics.